Pensamento do dia





"Foram minutos onde eu toquei o céu e voltei pro solo terroso da grama em frente ao posto de gasolina, do outro lado da rua. Num dia em que eu nunca sorri tanto. Deu um pouquinho de vergonha porque vários olhos atentos acompanhavam a formação de um, até então, improvável casal. Gostei tanto de andar de mãos dadas, firmes, entrar na festa, em companhia e sentar na grama pra falar um milhão de bobagens que só conseguia torcer internamente: faz isso durar pra sempre, faz a noite ser mais longa, faz ele não fugir quando eu for ao banheiro como alguns caras que a gente ainda não conhece bem fazem, por favorzinho."







Um comentário:

  1. confesso que meus olhos marejaram o ler, amo os textos da Calmila

    ResponderExcluir